A Secil quer aproveitar o dióxido de carbono (CO2), emitido na fábrica da Cibra-Pataias, para desenvolver, através da produção de microalgas, produtos inovadores nas áreas de cosmética, alimentação animal e humana e biocombustíveis. Foi com esse intuito que o grupo inaugurou na semana passada, na cimenteira em Pataias, a unidade de produção de microalgas, que está a ser preparada desde 2007. O objetivo é utilizar 20 a 25% das emissões totais de C02 da cimenteira no prazo de uma década.

Outras Notícias

News
June 12, 2022

PÚBLICO | Oceanos: Empresa de Alcobaça transforma toneladas de microalgas em alimentação e cosmética

12 de Junho de 2022 | Lusa Outras Notícias
Events
May 18, 2022

Nádia Correia and Mafalda Trovão at Ciência 2022: A Poster Presentation of Their Work

Nádia Correia and Mafalda Trovão had a Poster of their work presented at Ciência 2022! Ciência 2022 is the annual meeting of science, technology and innovation in Portugal, taking place…
Events
May 17, 2022

The “Industrial Production of Microalgae as Food of the Future”: A Presentation by Inês Guerra at Iran Algae 2022

Inês Guerra, Allmicroalgae Research Fellow and Ph.D. student, made a presentation on the "Industrial Production of Microalgae as Food of The Future", at the Iran Algae 2022 online event, which…